quarta-feira, 24 de novembro de 2010

O Zelador da Fonte

Conta uma lenda austríaca que em determinado povoado havia um pacato habitante da floresta que foi contratado pelo conselho municipal para cuidar das piscinas que guarneciam a fonte de água da comunidade.

O cavalheiro com silenciosa regularidade, inspecionava as colinas, retirava folhas e galhos secos, limpava o limo que poderia contaminar o fluxo da corrente de água fresca.

Ninguém lhe observava as longas horas de caminhada ao redor das colinas, nem o esforço para a retirada de entulhos.

Aos poucos, o povoado começou a atrair turistas. Cisnes graciosos passaram a nadar pela água cristalina.

Rodas de várias empresas da região começaram a girar dia e noite.

As plantações eram naturalmente irrigadas, a paisagem vista dos restaurantes era de uma beleza extraordinária.

Os anos foram passando. Certo dia, o conselho da cidade se reuniu como fazia semestralmente.

Um dos membros do conselho resolveu inspecionar o orçamento e colocou os olhos no salário pago ao zelador da fonte.

De imediato, alertou aos demais e fez um longo discurso a respeito de como aquele velho estava sendo pago há anos, pela cidade.

E para quê? O que é que ele fazia, afinal? Era um estranho guarda da reserva florestal, sem utilidade alguma.

Seu discurso a todos convenceu. O conselho municipal dispensou o trabalho do zelador.

Nas semanas seguintes, nada de novo. Mas no outono, as árvores começaram a perder as folhas.

Pequenos galhos caíam nas piscinas formadas pelas nascentes.

Certa tarde, alguém notou uma coloração meio amarelada na fonte.

Dois dias depois, a água estava escura.

Mais uma semana e uma película de lodo cobria toda a superfície ao longo das margens.

O mau cheiro começou a ser exalado. Os cisnes emigraram para outras bandas. As rodas começaram a girar lentamente, depois pararam.

Os turistas abandonaram o local. A enfermidade chegou ao povoado.

O conselho municipal tornou a se reunir, em sessão extraordinária e reconheceu o erro grosseiro cometido.

Imediatamente, tratou de novamente contratar o zelador da fonte.

Algumas semanas depois, as águas do autêntico rio da vida começaram a clarear. As rodas d voltaram a funcionar.

Voltaram os cisnes e a vida foi retomando seu curso.

Assim como o conselho municipal da pequena cidade, somos muitos de nós que não consideramos determinados servidores.

Aqueles que se desdobram todos os dias para que o pão chegue à nossa mesa, o mercado tenha as prateleiras abarrotadas.

Que os corredores do hospital e da escola se mantenham limpos.

Há quem limpe as ruas, recolha o lixo, dirija o ônibus, abra os portões da empresa.

Servidores anônimos. Quase sempre passamos por eles sem vê-los.

Mas, sem seu trabalho o nosso não poderia ser realizado ou a vida seria inviável.

O mundo é uma gigantesca empresa, onde cada um tem uma tarefa específica, mas indispensável.

Se alguém não executar o seu papel, o todo perecerá.

Dependemos uns dos outros. Para viver, para trabalhar, para sermos felizes!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

VENDAS ESSE BICHO DE SETE CABEÇAS

VAMOS CONHECER AS 7 CABEÇAS QUE UM VENDEDOR DEVE TER:

MAESTRO: o maestro conduz a orquestra, ele planeja como a sinfonia deverá ser realizada e trabalha para que tudo saia exatamente como o planejado.
Assim deve fazer o vendedor: buscando informações sobre o cliente, sobre a empresa dele, planejando a visita. Fazendo isso ele conduzirá a entrevista e o ritmo da venda.
Existem 3 passos importantes que o maestro deve seguir:
Concentrar-se no cliente.
Não atropelar o cliente.
Envolver o cliente.


DIPLOMATA: é aquele que causa boa impressão quando chega e quando vai embora. Sabe criar harmonia, estabelecer bom contato e se adapta facilmente as pessoas.

EXPLORADOR: descobre as necessidades do cliente e as usa para explora-las O explorador ajuda o cliente a ver suas necessidades e para que isso aconteça e que deve ouvir mais do que falar. Ele deve conduzir a entrevista, apenas fazendo as perguntas certas para que o cliente fale o que é necessário se saber, para melhor conhecê-lo.

OCULISTA: é quele que ajuda o cliente a enxergar 2 coisas:
As conseqüências de não ter os problemas resolvidos e
As vantagens de te-los solucionados.

MONJE: é aquele que ouve os desabafos, objeções e queixas do cliente, com calma e paciência. Gosta do que faz, é confiante e seguro, não é ancioso. Agindo assim, o vendedor poderá descobrir as verdadeiras causas das objeções.

ARQUITETO: é aquele que cria as alternativas e soluções com criatividade. Deve apresentar uma idéia original e que seja boa para o cliente.

GUERREIRO: é aquele que luta pelo fechamento da venda. Não se deixa intimidar, tem garra e entusiasmo. Não deixa passar o momento certo do fechamento.


ACIMA ESTÃO ALGUNS TIPOS DE VENDEDORES, QUANDO CONSEGUIMOS ADQUIRIR PELO MENOS 5 CARACTERISTICAS ACIMA, NÃO SOMOS MAIS SIMPLES VENDEDORES E SIM CONSULTORES DE VENDAS, VERDADEIRAMENTE UM PROFISSIONAL DE VENDAS !!!

sábado, 18 de setembro de 2010

Não se cobra pelo que se faz, mas pelo que se sabe!
Um especialista foi chamado para solucionar um problema com um computador de grande porte e altamente complexo... Um computador que vale 12 milhões de reais.
Sentado em frente ao monitor, pressionou algumas teclas, balançou a cabeça, murmurou algo para si mesmo e desligou o computador.
Tirou uma chave de fenda de seu bolso e deu volta e meia em um minúsculo parafuso.

Então ligou o computador e verificou que tudo estava funcionando perfeitamente.
O presidente da empresa se mostrou surpreendido e ofereceu pagar a conta no mesmo instante.
- Quanto lhe devo? -perguntou.
- São mil reais, por favor.
- Mil reais? Mil reais por alguns minutos de trabalho? Mil reais por apertar um parafuso? Eu sei que meu computador vale 12 milhões de reais, mas mil reais é um valor absurdo!
Pagarei somente se receber uma nota fiscal com todos os detalhes que justifique tal valor.
O especialista balançou a cabeça e saiu.
Na manhã seguinte, o presidente recebeu a nota fiscal, leu com cuidado, balançou a cabeça e saiu para pagá-la no mesmo instante sem reclamar.
A nota fiscal dizia:
Serviços prestados:
Apertar um parafuso R$ 1,00
Saber qual parafuso apertar R$ 999,00
Total R$ 1.000,00

quinta-feira, 8 de julho de 2010

O QUE É SER EMPREENDEDOR?


“Alguns homens vêem as coisas como são, e perguntam: “Por quê”? Eu sonho com as coisas que nunca existiram e pergunto: "Por que não?" Bernard Shaw

Atualmente, a palavra de ordem no mercado tem sido o empreendedorismo. Diversas escolas estão voltando seus ensinos para o comportamento empreendedor e por isso, as pessoas estão mudando sua concepção com relação aos empreendimentos e profissões. Movidas por uma necessidade (perda de emprego, por exemplo) ou por visualizar uma oportunidade no mercado, algumas pessoas podem iniciar um pequeno negócio, e ter sucesso por toda a vida. Outras, podem não ser tão bem sucedidas, e terem que se deparar com um fracasso, apesar de seu esforço. Por que isto ocorre? Para responder a essa pergunta, vamos conhecer o que é o empreendedor, para depois conhecermos o seu perfil e as causas de sucesso e fracasso dos empreendimentos.

De acordo com Joseph A. Schumpeter - " O empreendedor é aquele que destrói a ordem econômica existente pela introdução de novos produtos e serviços, pela criação de novas formas de organização ou pela exploração de novos recursos e matérias." Outro conceito, da Amar Bhide/ Harvard Business School define que " trata-se simplesmente daquele que localiza e aproveita uma oportunidade de mercado, criando à partir daí um novo negócio."

Ambos os conceitos levam-nos a pensar nas atitudes das pessoas empreendedoras: são inovadoras, inquietas, criativas, ousadas, além de terem sempre a sua visão voltada para o futuro. Por isso, elaboram todo um planejamento que vai permitir-lhes criar as condições vitais para o alcance dos seus objetivos, e têm sempre em mente que é importante alcançá-los tanto no plano profissional, quanto no familiar e pessoal. Motivadas por isto, criam sempre oportunidades e se envolvem com elas, entregando-se de corpo e alma para alcançar seus objetivos.

Para alguns, o sucesso dos negócios é pura sorte, mas para o empreendedor, é apenas o resultado de sua visão acompanhada de uma ação, pois todos os dias são feitos para se realizar algo. Não ficam reclamando do sol ou da chuva, pois estão ocupados em atingir o que planejaram para sua vida. Os obstáculos que surgem são retirados de sua frente com trabalho e garra, não servindo nunca como “desculpas” para afastá-lo de seus objetivos.

A ousadia é outra característica de pessoas de sucesso. Até mesmo porque, para empreender no Brasil só mesmo com muita garra e perseverança. As dificuldades são extremas e poucas pessoas têm coragem para enfrentar os desafios que surgem em seu caminho.

Por isso, o verdadeiro empreendedor não pode, em primeiro lugar, buscar o lucro, porque ele será o resultado das ações da empresa. Ele tem que estar sempre ligado ao mundo, buscando cada vez mais novos conhecimentos para enfrentar os desafios. Então qual será a razão de alguns empreendimentos serem bem sucedidos e outros fracassarem? Entre os diversos motivos, estão a falta de planejamento, pesquisa, conhecimento do negócio e do mercado. Outro fator é que existem pessoas que não possuem características comportamentais empreendedoras necessárias para os negócios como coragem para assumir riscos, persistência, planejamento, rede de contatos, comprometimento, entre outras; ou se as têm, não as identificaram ou as aprimoraram para se lançarem no mercado. Além disso, deve-se ter um profundo conhecimento do negócio em que deseja empreender. Muitas pessoas têm idéias, porém ficam somente nelas, não passando nunca para a ação, atitude necessária para transformá-las em realidade fazendo as coisas acontecerem. E isto somente ocorrerá se a pessoa tiver uma verdadeira paixão por aquilo que faz, pois este é o combustível necessário para entusiasmar-se por seu projeto de vida.

O verdadeiro empreendedor é um campeão que não desiste jamais pois acredita em sua capacidade, e vê os fracassos como oportunidade de aprender cada vez mais. Não fica esperando a vida passar. Ele somente tem olhos para o futuro, sendo capaz de investir todo seu tempo na realização de seus sonhos! Enquanto não se levantarem e tomarem uma atitude que as levem a alcançarem seus objetivos, as pessoas ficarão na platéia, aplaudindo aquelas que tiveram coragem de subir no palco da vida!!! Em qual dos dois lugares você quer ficar???? Faça sua escolha e aja rápido, ou então contente-se em apenas jogar confetes!!!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Filosofia Oriental

Perto de Tóquio vivia um grande samurai, já idoso, que agora dedicava-se a ensinar sua filosofia para os jovens. Apesar de sua idade, corria a lenda que ele ainda era capaz de derrotar qualquer adversário.

Certa tarde, um guerreiro conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu por ali . Era famoso por utilizar a técnica da provocação: esperava que seu adversário fizesse o primeiro movimento e, dotado de uma inteligência privilegiada para reparar os erros cometidos contra-atacava com velocidade fulminante.

O jovem e impaciente guerreiro jamais havia perdido uma luta. E, conhecendo a reputação do velho samurai, estava ali para derrotá-lo, aumentando sua fama de vencedor.

Todos os estudantes manifestaram-se contra a idéia, mas o velho aceitou o desafio. Foram todos para a praça da cidade, e o jovem começou a insultar o velho mestre. Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou todos os insultos conhecidos - ofendeu inclusive seus ancestrais.Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho mestre permaneceu impassível.

No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o impetuoso guerreiro retirou-se. Desapontados pelo fato do mestre ter aceito tantos insultos e provocações,os alunos perguntaram: "Como o senhor pode suportar tanta indignidade ? Por que não usou sua espada, mesmo sabendo que podia perder a luta, ao invés de mostrar-se covarde diante de todos nós?"

"Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente?" - perguntou o velho samurai. "A quem tentou entregá-lo"- respondeu um dos discípulos.

"O mesmo vale para a inveja, a raiva, e os insultos" - disse o mestre - "Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem os carrega consigo."

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Funcionário cachorro e funcionário gato!!

Provérbios Árabes


"Quem ocupa o poder tem metade das pessoas contra si... isto, se ele for justo."

"Deus, que é eterno, faz com que cada um tenha o seu dia."

"Quem estuda e não pratica o que aprendeu é como o homem que lavra e não semeia."

"Tudo o que acontece uma vez pode nunca mais acontecer, mas tudo o que acontece duas vezes, acontecerá certamente uma terceira."

"Adversidades são grandes oportunidades."

"Todo homem é mais parecido com sua época do que com seu pai."

"Come verdes os teus frutos, antes que o ladrão os roube maduros."

"Nunca se justifique, porque os amigos não precisam, os inimigos não acreditam."

"Ele procura mel no traseiro da vespa."

"Mais vale ser cego dos olhos do que do coração."

"Vender e arrepender-se é melhor do que não vender e se arrepender."

"A árvore quando está sendo cortada observa com tristeza que o cabo do machado é de madeira."

"Alimenta teu cão e ele guardará tua casa; faze jejuar teu gato e ele te comerá os ratos."

"Quem quer ficar bêbado não fica contando os copos."

"Não gaste duas palavras se uma única basta."

"Enquanto não tiveres conhecido o inferno, o paraíso não será bastante bom para ti."

"- Caíste sozinho ou foi o camelo que te arremessou? - Tanto faz: o fato é que eu caí."

"A repetição deixa sua marca até nas pedras."

"Só sacia sua sede quem bebe pela própria mão."

"O mar brigou com o vento e quem virou... foi a barquinha."

"Por causa da rosa, a erva daninha acaba sendo regada."

"Louco é o viajante que quer construir uma casa no caminho."

"Não pressiones demais o covarde que ele vira valente."

"Achaste mel, come o que te basta."

"- Teu moinho gira para a direita ou para a esquerda?, - Sei lá, o importante é que ele me dá farinha!"

"Pela repetição, até o asno aprende."

"Pai dele, alho; mãe, cebola. Como pode ele cheirar bem?"

"É como a peregrinação a Meca: quem diz que é fácil, blasfema; quem diz que é trabalhosa, blasfema."

"- De que filho a senhora gosta mais? - Do pequeno, até que cresça; do ausente, até que volte; do doente, até que sare."

"Fez do lobo o guardião das ovelhas."

"Com a mentira se consegue o almoço, mas não o jantar."

"Não aconselhes o tolo: em qualquer caso ele te culpará depois."

"Se há muitos comandantes, o navio afunda."

"Ele joga a pedra e depois diz: - É o destino."

"Defeito que agrada o sultão, vira virtude."

"Eu já falei que é boi, mas ele insiste em querer ordenhar..."

"Muro baixo, o povo pula."

"Plantamos o "se", nasceu o "eu gostaria"..."

"Não dá trela ao desocupado: ele fará de ti a sua ocupação."

"Janta-o antes que ele te almoce."

"- Corvo, roubar sabão? Para quê? - Roubar é da minha natureza."

"A palavra é o aroma do homem."

"Só a tua unha é capaz de te coçar direito."

"Tema quem não teme a Deus."

"(Tão pobre que...) As formigas saíram da cozinha dele com fome."

"Com um bom conselho, antigamente ganhava-se um camelo; hoje, a inimizade..."

"Não comas o pão servido por alguém que depois irá te lembrar da oferta."

"Cada um tem o seu dia! Ó adversidade, tu também terás o teu!"

"Lar, doce lar..., que escondes todos os meus defeitos!"

"Antes de examinar a casa (para comprar), examina os vizinhos."

"Limpa tua casa, pois não sabes quem baterá à tua porta; lava teu rosto, pois não sabes quem o beijará."

"Um rosto sorridente é melhor até do que a hospitalidade."

domingo, 4 de abril de 2010

Como Se Motivar Diante De Desilusões

Estamos vivendo um momento de grandes transformações, grandes mudanças. Elas estão na economia local e mundial, na política, nas relações interpessoais, nas relações de trabalho, enfim em praticamente todos os setores. Estamos passando por profundas modificações.

No meio de todo este barulho estamos nós, seres humanos com suas expectativas e projetos de vida. Estamos também, como as demais situações, tendo que passar por mudanças por adequações.

A diferença está que como seres humanos somos os únicos que podemos passar e sentir desilusões neste processo, pois, somente nós somos dotados de sentimentos e emoções. Quer queiramos ou não, sempre existirão momentos de desilusões na nossa vida pessoal ou profissional, principalmente nestas situações de grandes modificações. Pode ser que sejam acontecimentos grandes, como uma demissão ou até fechamento da empresa que trabalhamos. Pode ser também que seja acontecimentos menores, mas que de qualquer forma nos atingirá, aquelas coisas do dia a dia, como um olhar atravessado, um bom dia que não foi retribuído, um desprezo pela sua opinião, um projeto que não foi aprovado, um aumento que foi negado, etc. De repente podemos ver nossos sonhos, nossas perspectivas desabarem. Nossos sonhos, como carreira e sucesso, indo ladeira abaixo.

O fato é que impreterivelmente passaremos por isso. O que devemos aprender é como vamos lidar com estas situações. Está em nossas mãos decidirmos como encararemos o que está acontecendo e conforme a minha decisão a respeito terei mais ou menos chances de me recuperar. Todos nós desejamos ser bem sucedidos tanto na nossa vida pessoal como profissional, queremos ser reconhecidos, ser prestigiados enfim sentir que estamos crescendo que estamos sendo melhores.

Para que possamos buscar motivação e enfrentarmos esta situação e não desanimar diante destes acontecimentos é primordial que aprendamos a conviver com estas desilusões e usar os aprendizados que elas nos dão para podermos sair por cima desta situação.

Segundo alguns psicólogos, psiquiatras e consultores devemos seguir alguns passos para não desanimarmos e buscarmos forças dentro do evento para nos superarmos. São eles:

Jamais se considere uma pessoa derrotada. Avalie o que aconteceu e aprenda com o fracasso;

Faça a diferença no seu trabalho, dê algo a mais do que esperam de você, dê aquele plus que só você sabe qual, faça mais;

Mantenha os pés no chão. Avalie bem a situação da empresa e a sua e não alimente expectativas que não possam se cumprir;

Estabeleça metas e objetivos que possam ser cumpridos;

Alimente sua auto-estima, não fique tão dependente da opinião dos outros e dos acontecimentos. Confie mais em você e nas suas capacidades independentemente do que está acontecendo ao seu redor. Acredite.

Cultive as outras coisas que são importantes para você, seus amigos, filhos, família. Seja bom para com os outros, faça o bem, doe-se sem pensar em benefícios, conviva mais com aqueles que lhe prestigiam, que gostam de você. Escolha as pessoas ao seu redor, conviva mais com pessoas positivas que lhe fazem bem.

Lembre-se sempre que a motivação para enfrentarmos os acontecimentos externos vem das decisões internas e como vamos nos posicionar. Busque os recursos que precisa para enfrentar esta situação dentro de você, pois é lá que estão todos os aprendizados e experiências para enfrentarmos qualquer contratempo.

10 Dicas de Como se Comportar em Reuniões Sociais

Em reuniões sociais é comum cometermos algumas gafes antes, durante e depois do evento, por isso é importante que tenhamos bom senso e atitudes corretas para não dar vexame em nenhuma festa, comprometendo a nossa imagem.
1. Ao recusar um convite, fale a verdade ou dê uma desculpa atenciosa, mas nunca em cima da hora. Dê tempo para que os anfitriões se reorganizem.

2. Antes de levar algum acompanhante, pergunte ao dono da festa com antecedência se pode.

3. Se você for o acompanhante, peça para ser apresentado aos anfitriões e agradeça por estar podendo participar e que sente muito prazer em conhecê-lo.

4. Ao receber o convite, se não estiver claro, pergunte se é aniversário do dono da festa. Se for, não esqueça o presente.

5. Quando a reunião for um jantar, não se atrase.

6. Se no convite não ficou claro, ligue antes para perguntar qual o tipo de traje mais apropriado.

7. Desligue o telefone celular durante a festa. Se tiver que usá-lo, peça licença à pessoa que está ao seu lado, saia e escolha um lugar reservado.

8. Não fale muito alto, nem dê gargalhadas espalhafatosas. Você não deve aparecer mais que o dono da festa.

9. Não beba demais ou de estômago vazio para não dar vexame.

10. No dia seguinte, você pode ligar para os anfitriões para agradecer a festa ou mandar flores com um cartão agradecendo o jantar.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Nossos defeitos

Diante de uma vitrine atrativa, um menino pergunta o preço dos filhotes à venda. "- Entre 30 e 50 dólares", respondeu o dono da loja.
O menino puxou uns trocados do bolso e disse: "- Eu só tenho 2,37 dólares, mas eu posso ver os filhotes?
" O dono da loja sorriu e chamou Lady, que veio correndo, seguida de cinco bolinhas de pêlo. Um dos cachorrinhos vinha mais atrás, mancando de forma visível. Imediatamente o menino apontou aquele cachorrinho e perguntou: "- O que é que há com ele?" O dono da loja explicou que o veterinário tinha examinado e descoberto que ele tinha um problema na junta do quadril, sempre mancaria e andaria devagar.
O menino se animou e disse: "- Esse é o cachorrinho que eu quero comprar!" O dono da loja respondeu: "- Não, você não vai querer comprar esse. Se você realmente quiser ficar com ele, eu lhe dou de presente." O menino ficou transtornado e, olhando bem na cara do dono da loja, com o seu dedo apontado, disse: "- Eu não quero que você o dê para mim. Aquele cachorrinho vale tanto quanto qualquer um dos outros e eu vou pagar tudo.
Na verdade, eu lhe dou 2,37 dólares agora e 50 centavos por mês, até completar o preço total." O dono da loja contestou: "- Você não pode querer realmente comprar este cachorrinho. Ele nunca vai poder correr, pular e brincar com você e com os outros cachorrinhos.
" Aí, o menino abaixou e puxou a perna esquerda da calça para cima, mostrando a sua perna com um aparelho para andar.

Olhou bem para o dono da loja e respondeu: "- Bom, eu também não corro muito bem e o cachorrinho vai precisar de alguém que entenda isso."

Prêmio Estilo Mulher 2017

O Prêmio Estilo Mulher foi  idealizado pela querida Darci Martins da TV Tudo Web que já vem realizando este prêmio há cinco anos eng...